Servidores municipais de São Paulo em greve contra piora na Previdência

Em greve iniciada hoje, milhares de trabalhadoras e trabalhadores da educação, da saúde e de outras áreas do serviço público municipal de São Paulo tomaram as ruas hoje contra a aprovação do Sampaprev no apagar das luzes de 2018. A proposta aumenta o desconto nos salários das servidoras e dos servidores, que há anos sofrem com uma política de arrocho que, aliada à falta de investimento público, só tem piorado a vida dos trabalhadores e a qualidade do serviço público municipal.

A manifestação, que se concentrou em frente à prefeitura, caminhou até a câmara municipal. Em assembleia geral das categorias, foi decidida a permanência na greve, atividades regionais durante a semana, e uma nova assembleia unificada na próxima quinta-feira, às 14 horas.

Nós, da Resistência Popular Sindical – SP, apoiamos e também construímos essa greve. A demonstração de hoje deixa muito claro que a todas e todos nós não interessa nada menos que a revogação completa do Sampaprev! Só uma luta verdadeiramente democratizada, enraizada nos locais de trabalho, e com apoio público, tem condições de impedir esse grave ataque!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s